Agrupamento de Escolas Ribeiro Sanches

Serviço de Psicologia e Orientação (SPO)

O Serviço de Psicologia e Orientação do Agrupamento de Escolas Ribeiro Sanches de Penamacor assegura a avaliação e o acompanhamento psicológico e psicopedagógico dos alunos individualmente ou em grupo, ao longo do seu processo educativo. O SPO tem como objetivo contribuir para a melhoria da qualidade da educação, através do acompanhamento dos alunos ao longo do seu percurso escolar, identificando os seus interesses, aptidões e valores e intervindo nas eventuais áreas de dificuldade que possam surgir no decurso do processo de ensino-aprendizagem, o que facilitará o desenvolvimento da identidade pessoal e a construção de um projeto de vida equilibrado.

Em 2017/2018, O Serviço de Psicologia e Orientação é composto por uma psicóloga: Andrea Reis

HORÁRIO DE ATENDIMENTO:

Escola Básica de Penamacor

  • Atendimento geral (E. Educação e Alunos)

2ª feira – 9h às 12h

4ª feira – 9h às 12h

Escola Básica e Secundária Ribeiro Sanches

  • Atendimento geral (E. Educação e Alunos)

2ª feira – 15h às 17h

5ª feira – 9h às 12h

Nota: As restantes horas destinam-se a acompanhamento de alunos.

COMO TER ACESSO AO SERVIÇO:

  • Os encaminhamentos para o Serviço de Psicologia devem ser formalizados pelos educadores/professores titulares de turma/ diretores de turma ou conselho de turma e/ou equipa da educação especial, através do preenchimento do formulário disponível para o efeito e anexando todos os outros documentos considerados relevantes para a análise da situação do(a) aluno(a);
  • Alunos propostos ao Serviço de Psicologia por deliberação da Direção;
  • Os alunos também poderão manifestar esta vontade, mediante contato direto com a psicóloga (que articulará com os Encarregados de Educação e Diretor de Turma), os mesmos serão acompanhados dependendo da problemática apresentada.

ÁREAS DE INTERVENÇÃO

O SPO orienta a sua ação de acordo com as atribuições definidas no Decreto-Lei que orienta a sua atividade, ajustando-se às necessidades diagnosticadas em cada realidade educativa. De uma forma geral, podem ser definidas três áreas fundamentais:

Apoio psicológico e psicopedagógico: apoio individual ou em grupo a alunos com dificuldades de relacionamento interpessoal ou de ordem emocional (ansiedade, preocupação excessiva, baixa autoestima, baixa autoconfiança, sintomatologia depressiva, luto, divórcio,…), que muitas vezes se revelam em problemas de comportamento (agressividade, violência com colegas, comportamento de indisciplina na sala de aula, agitação motora excessiva, comportamentos de oposição,…); promoção do sucesso escolar, através identificação das dificuldades e necessidades que estão na base de problemas de aprendizagem, bem como da implementação de programas de competências de estudo; articulação com professores e encarregados de educação no sentido de uma intervenção concertada através da definição de estratégias combinadas.

Orientação escolar e profissional: esta atividade destina-se, essencialmente, aos alunos que frequentam o 9.º ano de escolaridade, encontrando-se numa fase de transição para um novo ciclo de estudos, apoiando na construção do seu projeto de vida, explorando as suas características pessoais em termos de valores, interesses, competências e, simultaneamente, o que se encontra disponível na organização do sistema educativo português que mais se poderá adequar às suas escolhas. No entanto, todos os alunos poderão beneficiar de apoio na definição do seu percurso vocacional, se se mostrar relevante;

Relações com a Comunidade Educativa: no sentido de providenciar um acompanhamento o mais integral e articulado possível aos alunos, é fundamental a promoção de laços de parceria com as instituições e agentes que desenvolvem um importante papel no seu acompanhamento, nomeadamente no âmbito da Saúde e da Segurança Social, da Educação, da Formação Profissional, Autarquias, Empresas, entre outros.

LEGISLAÇÃO

  • Decreto-Lei 190/91 de 17 de Maio – Criação dos SPO
  • Decreto-Lei 300/97 de 31 de Outubro – Carreira do Psicólogo no âmbito do Ministério da Educação
  • Lei 57/2008 de 04 de Setembro – Ordem dos Psicólogos

ÉTICA E DEONTOLOGIA

Os profissionais dos Serviços de Psicologia respeitam, na sua prática, as normas éticas e deontológicas do exercício profissional da psicologia adoptadas pela Ordem dos Psicólogos Portuguesas, nomeadamente, a salvaguarda da privacidade dos alunos e das suas famílias, da sua cultura, dos seus interesses e o respeito pelas suas decisões.